Notícias

LAIS firma acordo de cooperação técnico-científica com a Universidade Autônoma de Barcelona

O Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da UFRN (LAIS) assinou nesta quarta-feira (4) dois acordos de cooperação internacional técnico-científicos com a Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), na Espanha. As ações visam desenvolver atividades de pesquisa e extensão na área do audiovisual, aplicadas à indução de políticas de resposta rápida à sífilis.

 

Os acordos foram estabelecidos através de dois grupos de pesquisa vinculados a UAB. O Observatorio y Grupo de Investigación en Migración y Comunicación (MIGRACOM) trabalha com pesquisas na área da comunicação, com ênfase em publicidade, jornalismo e produção audiovisual. Já o Grup de Recerca en Antropologia Fonamental i Orientada (GRAFO), trabalha com questões relacionadas a antropologia na saúde.

 

Segundo Juciano Lacerda, pesquisador do LAIS e professor do Programa de Pós-graduação em Estudos da Mídia (PPGEM) e do Departamento de Comunicação Social da UFRN, a parceria é importante pois permite a cooperação com grupos de pesquisa referência na Espanha.

 

"Esses acordos nos dão a oportunidade de um trabalho de cooperação com dois grupos de pesquisa que são referência em Barcelona, com expertise de trabalho na Espanha e em países da África, sobretudo no que diz respeito a metodologias de pesquisa e processos de intervenção com populações em situação de vulnerabilidade. No que diz respeito a comunicação, há conhecimentos importantes em produção audiovisual e análises qualitativas de representação de diversidades culturais, e também com populações em situação de vulnerabilidade, sendo essas habilidades importantes para implementarmos nas ações que desenvolvemos no LAIS em educomunicação e publicidade", afirmou ele.

 

Parcerias na Espanha

Além do acordo firmado com a Universidade Autônoma de Barcelona, o LAIS já desenvolve ações conjuntas com a Universidade Complutense de Madri, na capital espanhola. O termo foi assinado no final de maio deste ano.

 

A parceria prevê o intercâmbio de profissionais entre as instituições, bem como o desenvolvimento de pesquisas conjuntas nas áreas de comunicação, educomunicação e saúde pública.

04 de September de 2019