Cenários de crise como este da pandemia do novo coronavírus são importantes para entendermos a importância da ciência para o nosso cotidiano. Se normalmente as universidades e centros de pesquisa já são parte essencial das sociedades, agora, o trabalho desenvolvido nelas por pesquisadores, professores e demais torna-se vital. E neste cenário que a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) se coloca como um dos protagonistas no enfrentamento deste momento conturbado para o Brasil e o Mundo.

O vídeo que acompanha este texto conta com uma fala do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Nele, o ministo destaca e reconhece a importância e o esforço da UFRN e de outras instituições de ensino e pesquisa do Brasil para conter a pandemia.

Em seus esforços para ajudar nesta batalha, o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da UFRN tem desenvolvido importantes ações e, sobretudo, apresentado possibilidades do uso de tecnologias para auxiliar profissionais de saúde e a população em geral a se proteger.

O LAIS tem apoiado várias ações do Ministério da Saúde, pautando políticas públicas de enfrentamento ao Covid-19. São ações que vão a desde os cuidados com os idosos, população em geral, formação de profissionais de saúde, atendimento remoto de pacientes e vigilância epidemiológica. Estamos fazendo um trabalho em várias frentes. Assim, hoje o LAIS/UFRN se coloca entre os principais centros do país que discutem inovação na área da saúde.

Foi neste cenário que o LAIS alinhou junto à Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap/RN) e às Secretarias Municipais de Saúde (SMS) de cidades da Grande Natal ações para o uso de recursos de Telessaúde para o enfrentamento da Covid-19.

Além disto, pesquisadores do laboratório foram chamados a compor um comitê, que tem por objetivo auxiliar a Sesap/RN e o Governo do Estado em decisões que visem diminuir a rapidez com que a pandemia do novo coronavírus se alastra no RN.

É assim, com soluções tecnológicas de fácil acesso, que o LAIS por meio de ações coordenadas pelo Ministério da Saúde e também em cooperação com a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Organização Pan-americana de Saúde (OPAS) ira contribuir com a sociedade para juntos vencermos a pandemia. Mais do que nunca, fazer da ciência um instrumento de amor ao próximo se faz necessário.

Imagens: TV Brasil