Notícias

Capacitação do Ministério da Saúde sobre combate à Sífilis acontece em Natal

Seminário acontece em parceria com o LAIS, entre os dias 19 e 23 no Praiamar Hotel

 

 

Profissionais da área de saúde de todo o país estão reunidos em Natal para o I curso de capacitação dos apoiadores do Projeto Resposta Rápida à Sífilis. O treinamento acontece entre os dias 19 a 23 de março no Praiamar Hotel e é promovido pelo Ministério da Saúde, em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), com apoio da Secretaria de Educação a Distância da UFRN (SEDIS/UFRN) e do Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva (NESC/UFRN).

 

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das ISTS, do HIV/AIDS e Hepatites Virais, do Ministério da Saúde, Adele Benzakem, “este evento marca o início das atividades do projeto. Os apoiadores vão atuar na atenção básica de diversos municípios do país, obedecendo a um ranking de pesquisa do Ministério de Saúde, que mostram os locais com maior incidência de Sífilis. A expectativa é que as pesquisas que serão desenvolvidas nesse projeto servirão para decisões estratégicas de trabalho do MS”.

 

O intuito dessa iniciativa é alertar a população com relação aos números alarmantes dos casos de Sífilis no Brasil, afim de erradicar a doença. Segundo dados do ministério, nos últimos dois anos o país vivenciou um aumento de 5.000% de pessoas infectadas com a doença. “Por isso, as ações de educomunicação são importantes, para que todo mundo fique atento, se previna e diga Sífilis não”, completa Adele.

 

 

 

O coordenador do LAIS, prof. Dr. Ricardo Valentim, explica que “esses apoiadores foram selecionados por meio de edital publicado com mais de 1.600 inscrições. Foram 52 pessoas selecionadas que irão atuar fazendo pesquisa e intervenção na ponta, em parte dos municípios que estão sendo afetados pela Sífilis”. Valentim completa ainda que “essa será uma semana e intenso trabalho, mas a qualificação não termina aqui. Além desse, ainda haverá outros seminários no país, para completar a qualificação dos apoiadores”.

 

A primeira palestra do evento foi ministrada por Adele Benzaken, que fez uma contextualização do projeto e cuidado integral à sífilis, apresentando dados sobre a doença no país e imagens de casos reais de pessoas infectadas, para que os apoiadores tenham conhecimentos sobre a IST. À tarde, foram apresentados os objetivos e justificativas que embasam a Resposta Rápida à Sífilis e os fatores determinantes sociais em saúde. Ao final do dia, os apoiadores passaram por uma rápida avaliação.

 

Autoridades locais e nacionais participaram da abertura do evento. Além de Adele Benzaken e Ricardo Valentim, estiveram presentes o pró-reitor de pesquisa da UFRN, Jorge Falcão; Chefe substituta do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde no RN, Olympia Karolina; Membro da mesa diretora do Conselho Nacional de Saúde, Francisca Rêgo; a diretora do Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas da Secretaria de Assistência à Saúde (SAS/MS), Thereza de Lamare; a vice-presidente do Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde, Dalva Bezerra da Silva; a Secretária adjunta de Ação Integral à Saúde do Município, Genilce Almeida; entre outras autoridades.

 

O seminário terá continuidade ao longo da semana e temas como saúde sexual e reprodutiva; prevenção combinada e desafios; e respostas para o enfrentamento à sífilis ainda serão abordados.

19 de maro de 2018