Notícias

Pesquisadores do LAIS visitam unidade prisional na zona Norte de Natal; local pode receber projeto de ressocialização de apenados

Pesquisadores do LAIS e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) visitaram nesta quinta-feira (25) o pavilhão feminino do Complexo Penal Doutor João Chaves, na zona Norte de Natal. A visita teve como objetivo dar início aos trâmites para a implementação de um projeto para ressocialização de mulheres presas através de educação mediada por tecnologias. A ação é uma iniciativa das duas instituições de ensino superior, parceria com a Universidade de Coimbra, em Portugal.

A equipe foi recebida pela diretora da unidade, Jacinta Maria da Costa. Participaram do encontro os professores Eloiza Oliveira e Ronaldo Melo, da UERJ e do LAIS, a professora Sara Trindade, da Universidade de Coimbra, além de pesquisadores do LAIS e representantes da Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania (Sejuc). Na ocasião, o grupo apresentou à direção as bases para implementação do projeto, que será pioneiro no Brasil.

A expectativa é que novos encontros sejam realizados nos próximos meses para detalhar os caminhos que serão adotados pelos entes envolvidos.

Em fevereiro, o coordenador do LAIS, professor Ricardo Valentim, apresentou à governadora Fátima Bezerra e aos secretários Pedro Juvêncio (Secretário de Justiça e Cidadania) e Arméli Brennand (Secretária de Mulheres, Cidadania e Direitos Humanos) a proposta de trabalho. O professor destacou o caráter inovador do projeto. "Nosso objetivo, em um primeiro momento, é desenvolver módulos autoinstrucionais que possibilitem a capacitação de detentas em áreas como português, matemática, idiomas e educação em saúde, bem como empreendedorismo. É um projeto pioneiro no Brasil, que vai possibilitar melhoria das condições de vida destas mulheres, além de abrir um caminho importante para sua ressocialização junto à sociedade", disse.

25 de April de 2019