Pesquisador do LAIS é eleito para Comitê Executivo do ICDE

O professor e pesquisador Carlos Alberto Oliveira, do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LAIS/UFRN), foi eleito membro do Comitê Executivo do International Council for Open and Distance Education (ICDE), organismo global liderado por membros no campo da educação online, aberta, flexível e aprimorada em tecnologia que reúne mais de 190 instituições e organizações de ensino de mais de 70 países, dentre elas a UFRN.

O comitê funciona como uma espécie de diretoria do órgão, em formato de colegiado, sendo quatro membros de instituições filiadas e um membro eleito pelos membros individuais: este é o caso do professor Carlos Alberto Oliveira. O acontecimento é relevante para a UFRN, que em 2021 receberá, por meio do LAIS, a 29ª edição do congresso do ICDE, transformando a cidade de Natal e o Rio Grande do Norte no centro das discussões sobre educação aberta e a distância em todo o mundo.

Participante dos congressos do ICDE desde 1999, o professor destacou a satisfação de representar os países latino-americanos nos eventos do órgão. “Foi com enorme satisfação que recebi esta eleição para membro do comitê executivo do ICDE para o período 2020/2023. Fico muito feliz porque há quase duas décadas eu participei do meu primeiro congresso do ICDE, na Áustria, e desde então tenho participado de praticamente todas as edições, representando com muita dignidade os países das Américas nesta organização. Foi muito legal porque é o reconhecimento de um trabalho”, afirma Carlos.

Segundo o professor, para o Brasil, essa eleição veio em um momento estratégico, uma vez que a educação aberta e a distância tem crescido exponencialmente, e nós temos que garantir que ela tenha muita qualidade. “Sou grato a todas as instituições que têm me possibilitado participar do ICDE. Há muito trabalho pela frente e, de imediato, é preciso desenvolver ações que garantam o cumprimento dos objetivos de desenvolvimento sustentável presentes na agenda 2030, propostos pela ONU”, completa.

Formado em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Carlos Alberto Oliveira é professor visitante da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, membro do Comitê de Ética em Pesquisa da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, pesquisador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e professor assistente no Instituto Multidisciplinar de Formação Humana com Tecnologias (IFHT) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde ocupa o cargo de vice-diretor.

Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Gestão do Trabalho, atuando principalmente em educação a distância, educação permanente em saúde, educação ao longo da vida, mediação tecnológica, políticas públicas em saúde, com ênfase em gestão das redes, integridade e condução responsável de pesquisa, e ética da pesquisa envolvendo seres humanos.

ICDE

Fundado em 24 de agosto de 1938, o International Council for Open and Distance Education (Conselho Internacional de Educação Aberta e a Distância, em português) é sediado em Oslo, capital da Noruega. O organismo tem como visão “ser o facilitador global de aprendizado e ensino inclusivos, flexíveis e de qualidade na era digital”. Para tal, além do próprio governo norueguês e das instituições e organizações associadas, o ICDE conta ainda com parcerias com órgãos como a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).