Coordenador do LAIS fala sobre ciência humanitária em conferência na Irlanda

Com o tema Ciência Humanitária e a Saúde Global, o coordenador do Laboratório, professor Ricardo Valentim foi o principal conferencista da 28ª World Conference on Online Learning, que reuniu representantes de mais de 130 países de todo o mundo, entre eles China, Estados Unidos e Canadá. Também estava presente à palestra, representantes da Embaixada do Brasil na Irlanda. O evento aconteceu em Dublin, durante o período entre os dias 3 e 7 de novembro.

Durante sua conferência, Ricardo Valentim, único brasileiro palestrante do evento, teve oportunidade de apontar alguns dos problemas existentes em nossa sociedade, como a fome, analfabetismo e o baixo atendimento na área da saúde. Problemas de repercussão mundial e que os avanços da inovação ainda não encontraram soluções.

A partir desses problemas, professor Ricardo mostrou alguns dos trabalhos desenvolvidos pelo LAIS, entre eles o projeto Sífilis Não, como uma oportunidade de solução para o desenvolvimento da sociedade, de forma humana.

A Ciência Humanitária e a Saúde Global é o tema que vem sendo desenvolvimento pelo professor Ricardo Valentim em suas palestras, no Brasil e em outros países. “ Com essa abordagem inovadora, estamos colocando o LAIS e o Brasil na vanguarda desta nova área no contexto da ciência internacional”, ressaltou professor Ricardo.

Premiação

Ainda durante o evento, a comitiva brasileira, formada por pesquisadores do LAIS/UFRN, teve oportunidade de apresentar diversos trabalhos, resultantes do projetos desenvolvidos pelo laboratório.

Um deles foi artigo científico intitulado ”Um sistema de recomendação em recursos educacionais para o Projeto de Resposta Rápida à Sífilis no Brasil (A Recommendation System on Educational Resources for the Rapid Response to Syphilis Project, em inglês), dos nossos pesquisadores Sedir Morais e Rodrigo Silva. Este trabalho foi premiado como trabalho de impacto para a melhoria da sociedade”.

A publicação, que também é assinada pelos professores Ricardo Valentim, Karilany Coutinho, Carlos Alberto Oliveira, Azim Roussanaly e Anne Boyer, foi desenvolvida em parceria com o Lorraine Laboratory of Research in Computer Science and its Applications (LORIA), da Universidade de Lorraine, na França.

O pesquisador Sedir Morais, que apresentou o trabalho no Congresso, destacou a importância da premiação. “É muito gratificante, porque é um trabalho que vem sendo realizado em prol da saúde pública no Brasil, de grande impacto, e que vem sendo desenvolvido em uma cooperação internacional entre o LAIS e uma universidade francesa, o que mostra o protagonismo da UFRN na comunidade científica internacional”, afirmou.