Projetos

Teste de Dígitos no Ruído

Os programas de triagem auditiva e de processamento auditivo em ampla escala para crianças escolares, adultos e idosos são ainda restritos. Múltiplos fatores são responsáveis por tal realidade, incluindo o custo e treinamento de recursos humanos para realizar o procedimento, o tempo necessário para efetuá-lo e o custo do equipamento. Recentemente, os smartphones têm sido utilizados como ferramentas para triagem auditiva, pois proporcionam uma avaliação de baixo custo, importante para populações sem acesso ao diagnóstico.

Pesquisadores da África do Sul desenvolveram o teste de dígitos no ruído (TDR), baseado em um aplicativo para smartphone, para triagem auditiva. Este teste é adaptativo – o indivíduo escuta a série de três dígitos e os digita na tela do celular. Este projeto visa a tradução, adaptação transcultural, validação e acurácia do TDR em Português Brasileiro em todas as faixas-etárias para a identificação de deficiência auditiva e dos transtornos do processamento auditivo central.

Teste de Dígitos no Ruído

Benefícios

Conheça as vantagens do projeto

Atenção Básica

Contribuir com a identificação da deficiência auditiva e transtorno do processamento auditivo em diferentes idades com tecnologia móvel, acessível e de baixo custo, de possível aplicação na Atenção Primária.

Intervenção Precoce

A partir da triagem, encaminhar para minimizar ou evitar consequências da deficiência auditiva e transtorno do processamento auditivo em diferentes idades.

Agilidade e Eficiência

Contribuir para o fluxo e resolutividade do Sistema Único de Saúde no atendimento a pessoas com deficiência auditiva e transtorno do processamento auditivo.

Evolução do Projeto

Veja os acontecimentos que marcaram o Teste de Dígitos no Ruído

2017

Tradução, gravação e equalização dos dígitos, análise psicométrica dos dígitos e geração do ruído.

2018

Estudo do TDR com diferentes tipos de fones de ouvido com normoouvintes;

Estudo de acurácia do TDR em adolescentes, adultos e idosos para identificação da deficiência auditiva;

Estudo da acurácia do TDR em crianças com transtornos do processamento auditivo central.

2019

Validação do TDR em função do tipo e modo de apresentação dos estímulos.