Projetos

Inovação em Reabilitação Auditiva Infantil

Este projeto é desenvolvido no serviço de saúde auditiva SUVAG do RN, uma instituição 100% SUS, que atende a população de todo o estado. Dado o impacto devastador da deficiência auditiva na infância, cientificamente e clinicamente são desejáveis propostas que otimizem os resultados alcançados pelas crianças e que sejam escaláveis.

Executado por meio de uma série de estudos clínicos, seus objetivos principais são: analisar a efetividade da inovação (intervenções específicas mediadas por tecnologia e/ou reorganização de procedimentos) na (re)habilitação auditiva infantil, avaliar os conhecimentos e as habilidades dos familiares, fonoaudiólogos e professores que que atuam com estas crianças, antes e após educação mediada por tecnologia e metodologias ativas, em vistas à produzir conhecimentos que possam ser empregados para a melhoria dos serviços de (re)habilitação auditiva ofertados à população, com redução dos custos para o SUS.

Inovação em Reabilitação Auditiva Infantil

Benefícios

Conheça as vantagens do projeto

Inserção da inovação na (re) habilitação auditiva infantil

Se confirmados por meio dos estudos clínicos, o potencial das inovações empregadas nos procedimentos de (re) habilitação auditiva, o emprego da inovação na rotina clínica poderá abreviar a alta e melhorar a qualidade de vida da população atendida.

Redução de custos ao SUS

Com potencial de escalabilidade, a inserção dos procedimentos de (re)habilitação e de educação mediada por tecnologia aos pais, professores e fonoaudiólogos das crianças poderá reduzir custos operacionais.

Inclusão

Maximização do desenvolvimento das crianças com deficiência auditiva para sua real inclusão educacional e social, com melhoria para a qualidade de vida das crianças e de seus familiares.

Evolução do Projeto

Veja os acontecimentos que marcaram o Inovação em Reabilitação Auditiva Infantil

2015

Criação de grupos para famílias de crianças com deficiência auditiva no SUVAG (projeto de pesquisa e extensão com resultados divulgados em eventos científicos internacionais e artigo publicado posteriormente).

2016

Início do estudo da ferramenta de videofeedback (tecnologia de baixo custo) na rotina de (re)habilitação auditiva, com trabalhos apresentados e artigo publicado posteriormente;

Continuidade das ações anteriores e início do projeto de pesquisa: Intervenção Fonológica em Grupo para Crianças com Deficiência auditiva em Idade Escolar com apoio do EDITAL 01/2016 PPG/PROPESQ. Alterações na rotina da reabilitação em andamento. Publicação em curso.

2017

Criação do Grupo de Estudos GEHRA, com o intuito de capacitar profissionais envolvidos na (re)habilitação de crianças com deficiência auditiva (em curso) e emprego de teleconsultoria no apoio aos fonoaudiólogos;

Início do projeto piloto do curso para professores de crianças com deficiência auditiva, assistidas no Centro SUVAG do RN (30 professores formados. Trabalho científico referente ao curso publicado).

2018

Continuidade do curso para professores de crianças com deficiência auditiva, com 27 professores formados.

2019

Continuidade das ações anteriormente citadas com proposta para a reorganização de todo o serviço de (re)habilitação pautado em evidências científicas e inovações testadas in loco.