Notícias

Pesquisadores do LAIS/UFRN cumprem agenda de reuniões em Harvard e no MIT

 

Uma comitiva de pesquisadores e alunos do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/HUOL/UFRN) e do Núcleo de Avançado de Inovação Tecnológica do IFRN (NAVI) viajaram para Estados Unidos para cumprir agenda no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e na Universidade de Harvard.

 

De acordo com o coordenador do LAIS, professor doutor Ricardo Valentim, a viagem tem como objetivo dar seguimento ao plano de trabalho firmado entre o LAIS e as instituições americanas em 2017, voltados para criação e desenvolvimento de projetos de avaliação dos sistemas de saúde de outros países.

 

"A ideia é reforçar o que já está sendo feito com as universidades americanas. Vamos ainda pactuar novas ações, com base no projeto de combate a sífilis, que realizamos juntamente com o Ministério da Saúde. A parceria visa ações como doutoramento Sanduíche, pós-doutoramento, mestrados e intercâmbio de pesquisadores, além de discussões em torno de publicações na revista The Lancet, uma das mais prestigiadas revistas científicas da área médica no mundo", explicou ele.

 

O LAIS já tem um reconhecimento internacional na área de inovação tecnológica em saúde, o que atraiu o interesse da universidade americana. Em abril de 2016, o LAIS foi convidado para participar da segunda edição do Brazil Conference, um evento que discute soluções para o Brasil e que é uma iniciativa das duas mais importantes universidades americanas, a Harvard e o Massachusetts Institute of Technology (MIT). Neste evento, o professor Dr. Ricardo Valentim apresentou a trajetória, projetos atuais e projeções do LAIS durante o painel “Inovação e Tecnologia na Transformação da Saúde”.

 

Valentim defendeu a importância de se ter parcerias com instituições consagradas no desenvolvimento de tecnologia, como o MIT e Harvard. "O LAIS já conta com um portfólio importante, o que atraiu a atenção dos pesquisadores destas universidades. É um intercâmbio importante, que reafirma o trabalho que estamos desenvolvendo no Brasil", afirmou.

 

As reuniões devem seguir até o dia 11 de março.

 
07 de maro de 2018