Notícias

LAIS e instituto alagoano encaminham parceria para financiamento de projetos voltados para a ELA

Pesquisadores do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da UFRN (LAIS/HUOL/UFRN) acertaram mais uma importante parceria no âmbito da saúde pública. Em encontro realizado nesta sexta-feira (10) em Maceió, capital de Alagoas, a equipe coordenada pelo professor Ricardo Valentim se reuniu com o secretário executivo do Ministério da Saúde, Adeilson Loureiro, onde foi fechado já para 2018 o financiamento de projetos para atender pacientes com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA).

 

O encontro aconteceu no Hospital do Açúcar, no bairro do Farol, na capital alagoana. Além do professor Valentim, a equipe do LAIS foi formada pelos pesquisadores Higor Morais e João Henrique Neto. Participou também da reunião o médico cardiologista Hemerson Casado, que é portador de ELA e preside o instituto que leva seu nome, sediado em Maceió.

 

O coordenador do LAIS destacou a importância da parceria entre o laboratório e o Instituto Hemerson Casado, que juntos com o Ministério da Saúde viabilizarão a execução de um amplo projeto com cooperações técnico-científicas no âmbito nacional e internacional em todas as dimensões, que possibilitem o avanço científico sobre a ELA. "A reunião desta sexta-feira (10) foi importantíssima porque aqui pudemos garantir o ponto de partida de um projeto que vai possibilitar ganho de qualidade de vida para a pacientes, que hoje sofrem pela dependência que têm em virtude da ELA", destacou o professor Valentim.

 

O secretário executivo do MS lembrou a importância dos projetos desenvolvidos pelo LAIS e da parceria entre a universidade e o Ministério. "As pesquisas desenvolvidas pela universidade são importantes porque irão possibilitar o fortalecimento do diagnóstico e tratamento de doenças que afetam uma parcela considerável da população brasileira. Nossa expectativa é que o MS junto com a UFRN, através do LAIS, possa fazer esse investimento que tanto vai fortalecer a saúde pública", afirmou Loureiro.

11 de agosto de 2018